#2108

P e d r o L

Na sexta-feira à noite fomos fazer uma visita-surpresa à padaria que faz o pão que comemos todos os dias. […] O pão verdadeiro é uma intimidade sagrada. Ver o forno onde coze o pão que todas as manhãs pomos na boca é deliciosamente freudiano. A pá que entra no forno; as bolinhas de pão cru; a lenha que brilha: todas estas imagens crepitam nas nossas imaginações mais filiais e eróticas.

Miguel Esteves Cardoso, jornal Público

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s